A mentora de produtividade Marcele Policarpo é especialista em ajudar quem precisa gerir o tempo para produzir mais e melhor. Porém, não podemos esquecer da importância de controlar a angústia e a ansiedade, já que o contrário pode desencadear uma série de problemas, ainda mais neste momento de isolamento social em que a maioria dos profissionais acumulam a responsabilidade de produzir com maior qualidade. Por isso, ela separou algumas dicas de como controlar a angústia e a ansiedade e, consequentemente, continuar produzindo. Vamos a elas?

1. Respire com consciência

“Calma, respira”, em algum momento você deve ter recebido esse conselho de um amigo ou familiar. Segundo especialistas, as práticas de respiração podem ajudar a reduzir os sintomas associados à angústia. Não é à toa que a maior parte das técnicas de meditação e relaxamento são baseadas no controle respiratório.

2. Tenha uma rotina

Tenha horário de acordar, fazer as refeições, trabalhar, praticar exercício físico, cuidar da família e descansar. Faça um planejamento sincero e tenha claro quais são suas prioridades. Em seguida, estabeleça uma hierarquia para completar a sua lista de afazeres diários. Manter a rotina é uma forma de avisar para o seu cérebro que você não está de férias.

3. Se as coisas estiverem difíceis, peça ajuda profissional!

A angústia e a ansiedade podem comprometer a sua saúde, já que ela é capaz de alterar o funcionamento do organismo, comprometer a qualidade do sono e afetar a alimentação. Qualquer situação que gere incômodo deve ser tratada para que não vire algo maior. Busque ajuda de psicólogos e exponha as situações que estejam gerando desconforto. Consciência é o primeiro passo para a cura!

4. Seja gentil com você mesmo

Tenha em mente que nem sempre as coisas vão terminar do jeito que você espera e não tem problema nenhum se isso acontecer. Tenha flexibilidade, ajuste a agenda, seja gentil com você mesmo e evite ficar encontrando motivos que coloquem em dúvida a sua capacidade de alcançar novas metas. Não ter conseguido finalizar uma meta não coloca em cheque a sua capacidade, nem a sua identidade. Você não é incapaz ou preguiçoso , ou menos inteligente por não ter conseguido fazer alguma atividade. Isso não está ligado a sua capacidade ou identidade e, sim, ao seu nível de energia do dia!  Descanse e no outro dia, ou durante a semana, ajuste a agenda para fazer o que precisa ser feito.

Quando o julgamento vier, lembre-se de que pensamentos de autodepreciação não trarão nenhum tipo de reflexão ou benefício para uma evolução pessoal e profissional.