Pensar em estratégias para promover a saúde e o bem-estar dos funcionários é uma tendência crescente no Recursos Humanos. “Hoje, líderes e gestores já perceberam o quão importante é cuidar da saúde dos colaboradores para promover aumento da produtividade, redução do absenteísmo, retenção de talentos e melhora da qualidade de vida dos profissionais”, comenta Nicolas Toth, ceo da Sharecare, empresa líder em inovação e digitalização da saúde.

Prevenção

Toth lembra que a promoção da saúde no trabalho é um processo gradativo, de modo que precisa ser reforçado diariamente. “Nesse sentido, é fundamental que gestores e líderes invistam em campanhas educativas sobre prevenção de acidentes, doenças ocupacionais e outras questões que possam afetar a saúde do colaborador. A depender do ramo de atuação da empresa, esse tipo de cuidado deve ser ainda mais intenso, já que existem segmentos em que a exposição a fatores de risco é ainda maior — como na indústria química e metalúrgica —, exigindo ações mais incisivas para minimizar os seus efeitos principalmente sobre o corpo de cada profissional”, afirma.

Benefícios

Para Carla Carneiro, gerente de RH da P3K Comunicação, oferecer um bom pacote de benefícios é uma forma de promover saúde no ambiente de trabalho. “Os pacotes de benefícios podem partir desde os diretos – benefícios sociais previstos pela legislação – até as ações de promoção à saúde e bem-estar, cultura e diversidade social. Eles são o reconhecimento pelo colaborador no seu dia a dia para que ele sinta satisfação profissional em ser respeitado e valorizado pelo cuidado que a empresa tem por ele”, resume. Ainda de acordo com a profissional, muitas empresas estão começando a aderir benefícios como Gympass, vale-experiências e vale cultura. 

Ginástica laboral

Outra opção que vem crescendo nas organizações é a ginástica laboral, prática adotada na P3K Comunicação. ‘Essa prática traz diversos benefícios, pois a realização desses exercícios promove o aumento da consciência corporal; a prevenção de doenças ocupacionais, redução da fadiga, esgotamento e monotonia; além da melhora do sistema cardíaco, respiratório e esquelético’, destaca Lucas Serralheiro Cardoso, educador físico especialista em prevenção de lesões e doenças musculoesqueléticas.

Pequenas mudanças

Cardoso explica que, além desses exercícios, o RH também pode estimular os colaboradores a fazerem pequenas mudanças na rotina que ajudam a evitar lesões e estimulam a circulação. “Recomendações como trocar o elevador pelas escadas ou aproveitar um pouco do tempo de almoço para fazer uma caminhada podem trazer resultados significativos, ressalta. 

Grandes mudanças

Entretanto, o desafio dos RHs vai além disso. Muitos já estão adotando estratégias para o mundo pós-Covid-19, como exemplo, distribuição de máscaras e álcool em gel, implementação de horários flexíveis para entrada, saída e intervalos, nova configuração de mesas para manter o distanciamento físico, além da adoção de ferramentas tecnológicas que facilitam o dia a dia e a gestão de pessoas. 

Tecnologia Para Ser Humano

Uma tendência será o uso tecnologias por aproximação. A iFractal, pioneira no desenvolvimento de sistemas para gestão de pessoas, lança o ifPonto Tab, app que permite o registro de ponto com menor quantidade de toques através de qualquer tablet conectado à internet. Dessa forma, para que o registro seja efetuado, basta que o funcionário fique em frente a um tablet, que pode ser fixado na parede. Então, o aplicativo ativa o reconhecimento facial do colaborador e valida o registro com uma foto.