Desde o começo da quarentena, a PicPay, fintech de aplicativo de pagamentos, não teve problema em contratar durante a quarentena: foram 78 novos funcionários recebidos online pela empresa. Assim como o home office, ter um processo mais digital já fazia parte da cultura da empresa, com toda a admissão e documentação sendo resolvidas virtualmente.

Para Dárcio Stehling, VP de Pessoas e Cultura do PicPay, existiam dois aspectos que mais preocupavam: a entrevista presencial e a integração dos funcionários.

Sobre o primeiro, o risco se encontrava na avaliação das habilidades comportamentais dos candidatos. No segundo, eles temiam perder o sentimento de acolhimento do novo integrante. “Para nossa surpresa, o presencial não tem feito falta no processo. Achamos que seria uma dor gigante, um dilema, mas tem ocorrido muito bem. Tem sido um aprendizado grande, vimos que não existem barreira geográfica para trabalharmos bem em equipe”, conta ele.

A integração também foi adaptada, com o conteúdo de três dias de apresentações que vão desde a história da empresa a treinamentos técnicos sendo passado para o online.

“Quem começa numa segunda-feira a trabalhar já recebe um kit na semana anterior com equipamentos e a nossa camiseta da empresa. Isso é muito importante e um cuidado fundamental para nós: não queremos abrir mão de valores como o acolhimento”, disse.

Com escritórios em Vitória e São Paulo, a PicPay já tem mais de 1.300 funcionários. Mesmo com a pandemia, eles não pararam as contratações e estão com 229 vagas abertas. A maioria das oportunidades é em São Paulo, mas os profissionais vão começar a trabalhar em home office se forem contratados antes do final da quarentena.

Eles buscam principalmente profissionais na área de tecnologia, com oportunidades em diversas especialidades técnicas e cargos, como desenvolvedores android ou team leaders de inteligência artificial.

Segundo o VP, o novo contexto trouxe novas necessidades para a empresa, como o aumento na demanda por especialistas em comunicação interna. Eles também têm vagas na área jurídica, contábil e de marketing.

Sobre dicas para quem está procurando emprego agora, ele recomenda que não se perca de vista o propósito da sua carreira por causa da crise ou do desafio de um processo digital.

“O objetivo não é contratar quem precisa de um trabalho, mas que acredita no que você acredita. Mais do que participar do processo seletivo, procure uma empresa que você acredita no faz”, aconselha ele. Os interessados podem se candidatar às vagas pelo site.

Fonte: texto publicado, originalmente, em Exame.com