A Venezuela vive uma situação socioeconômica complexa, o que tem feito um número expressivo de venezuelanos buscarem refúgio em países vizinhos, como o Brasil. Segundo a OEA, entre 2015 e 2018, ao menos 3,4 milhões de pessoas deixaram a Venezuela, o que representa mais de 10% da população do país. E a tendência é esse número aumentar, podendo alcançar até 8,2 milhões até o final de 2020.

Além das dificuldades na mudança de cultura, quando vindos em situação de refúgio, eles sofrem também com a escassez de vagas de emprego, mesmo que possuam experiência profissional ou graduação acadêmica. De acordo com a Organização Internacional para as Migrações (OIM), apenas 9% dos venezuelanos que entram no Brasil por Roraima (principal entrada na rota de refúgio) conseguem um emprego formal.

Atualmente, um dos maiores desafios na geração de empregos está no encontro entre as habilidades dos trabalhadores e as necessidades do mercado. A promoção de ambientes que promovam a diversidade e a inclusão tem sido um fator que ajuda as empresas a criarem mais valor a seus clientes.

Assim, diante desse cenário, a Sodexo On-site, em linha com as suas políticas de Diversidade e Inclusão, e a International Finance Corporation (IFC), com parte de sua missão de promover o desenvolvimento em países emergentes, se juntaram para implementar o projeto Somos Todos Cuidadores, um curso profissionalizante que forma copeiros hospitalares.

O programa Somos Todos Cuidadores disponibiliza gratuitamente o curso para que refugiados vindos da Venezuela tenham uma oportunidade de começar uma nova vida no Brasil. Além disso, também é oferecido para mulheres que estiveram em situação de violência doméstica e que buscam uma nova perspectiva para alavancar a própria carreira e para colaboradores da Sodexo, que visam se desenvolver e crescer dentro da companhia.

Programa 'Somos Todos Cuidadores' promove capacitação para Venezuelanos 2

Segundo Lilian Rauld, head de Diversidade e Inclusão da Sodexo On-site Brasil, investir em ações e programas que trazem oportunidades de capacitação e crescimento profissional é fundamental para estimular uma cultura inclusiva no mercado de trabalho e também na sociedade como um todo. “Apesar de recente, o programa já está gerando impactos positivos em nossa empresa, pois pudemos ampliar a diversidade de nossas equipes e apoiar a integração com os refugiados venezuelanos, promovendo um extraordinário intercambio de cultura e conhecimento. O resultado é um aumento significativo do engajamento de nossas pessoas”, destaca Lilian.

“As populações deslocadas de forma forçada enfrentam desafios para sua integração a longo prazo nos países de acolhimento. Para enfrentá-los de forma eficaz é essencial que o setor privado se engaje no desenvolvimento de soluções inovadoras para fornecer moradia, criar empregos e facilitar a inclusão financeira dos populações em situação de refúgio”, comenta Hector Gomez Ang,  Country Head da IFC Brasil. “Projetos como esse, em parceria com a Sodexo, são um exemplo como se podem criar soluções para as populações, para o setor privado, e para o país”, Hector acrescenta.

O programa, que já teve duas edições, consiste em uma formação de 40 horas, durante 10 dias, oferecendo aos participantes a oportunidade de conhecer a profissão de copeiro hospitalar, aprender sobre microbiologia de alimentos e dietoterapia e explorar outras atribuições da função na cozinha do SENAC. “Nosso objetivo é seguir com o programa, promovendo a capacitação profissional para cada um dos participantes. Já são 58 alunos formados, 28 formandos da primeira edição, que aconteceu em abril, e 30 alunos da segunda turma, que foi realizada em setembro. Ao fim, todos recebem uma oportunidade aqui na companhia”, completa Lilian Rauld.


O Portal Northi, de iniciativa da iFractal, apoia todas as atividades em prol do bem social, mas está ciente que ações dessa natureza são pontuais e de efeito paliativo. Acreditamos que a solução efetiva e duradoura para as mazelas sociais só será possível a partir de um movimento que reverta o ciclo de acumulação de riqueza e viabilize a distribuição dos recursos do planeta para o bem de todos.