A área de Recursos Humanos se tornou a menina dos olhos em muitas empresas, pelo menos, naquelas que já perceberam que o papel desses profissionais – seja de recrutamento e seleção, cargos e salários, desenvolvimento humano ou benefícios – tem uma importância especial relacionada à otimização dos processos para geração de bons resultados, especialmente, os econômicos.

A tecnologia de software em nuvem para gestão é considerada a ferramenta básica para que esses resultados positivos sejam concretos, constantes e crescentes. No caso do RH, um bom exemplo da evolução que o software em nuvem trouxe para os gestores está relacionado ao sistema de controle do ponto dos colaboradores. Desde que a portaria 373 tornou flexível a marcação do ponto eletrônico, frente à portaria 1.510, os processos melhoraram, deixando a questão do ponto mais eficiente e o software em nuvem ganhou um merecido espaço ao ampliar as possibilidades com outros dispositivos, como celular, tablet, desktop e laptop.

De início, as empresas que adotam a portaria 373 promovem uma economia considerável, visto os altos custos com a compra de relógios de ponto eletrônico, suprimentos, como bobinas e as frequentes manutenções desses equipamentos, como consertos e trocas de peças. Contudo, essa economia gerada pela abertura das modalidades de registro de ponto é apenas a ponta do Iceberg. Há muito dinheiro a ser economizado tratando-se de controle de ponto dos colaboradores. Novamente, o software em nuvem se destaca como ferramenta indispensável para gerar ainda mais redução de custos.

Quando o responsável do RH pela gestão de ponto tem à disposição um software que gera relatórios, gráficos e apresenta um monitor de divergências em tempo real, com alertas automáticos, o volume anual de dinheiro espalhado, por exemplo, em horas extras não autorizadas, abonos duvidosos, jornadas menores e questões trabalhistas, faz qualquer diretor estremecer.

Esse dinheiro todo que vaza não é visto facilmente porque está vinculado aos próprios processos da gestão. Uma vez que esses processos são otimizados, a saúde econômica da empresa ganha um fôlego imediato e, o gestor do RH, responsável pela transformação, certamente ganhará pontos com a diretoria.

A iFractal, pioneira no desenvolvimento de software em nuvem para gestão de ponto, o STOU® powered by ifPonto®, disponibiliza um simulador de economia que permite realizar um ensaio de custos operacionais com as porcentagens econômicas referente a horas extras, abonos duvidosos e jornadas menores.