O escritor Fábio Kerouac, no melhor estilo beat, narra as dificuldades, amizades e experiências com os idosos de uma atividade que exige abnegação e sensibilidade, mas sobretudo amor ao ser humano.

“Ela toca a campainha pra alguém abrir a janela porque está quente; ela toca a campainha pra alguém fechar a janela porque está frio; ela toca a campainha pra abrirmos a porta da varanda para entrar um pouco de ar; ela toca a campainha para isso e para aquilo.”

Escrita pelo poeta e cuidador, Fabio Kerouac, a obra ‘O Cuidador de Velhinhos Alemães’ descreve o dia a dia do autor brasileiro que cuida de idosos em Hamburgo, na Alemanha, país que possui a população mais velha da Europa.

Kerouac conta que desnudou de vaidades para compartilhar essa experiência, que está ao alcance de estrangeiros na Alemanha por falta de mão de obra para cuidar dos mais de 2,5 milhões de idosos que necessitam de cuidados. Para suprir essa carência, o governo alemão tem financiado cursos para quem deseja se formar e  atuar na área. Com a formação, o profissional está apto a cuidar de idosos com várias enfermidades, tais como demência, paralisia cerebral, diabetes, insuficiência respiratória, depressão e alcoolismo.

“Foi assim que entrei e me deparei com um mundo diferente do que eu imaginava, que eu ignorava e do qual tinha até medo”, revela.

Passado o medo, e depois de aprender como abordar um idoso, seja com demência, insuficiência respiratória ou outra doença em estado avançado, o cuidador define a profissão como um desafio gratificante.

“Aprendi um pouco sobre o sentido da vida quando se está velho, abandonado e enfermo, sempre à espera de um cuidador quando o dia amanhece, um dia que se parece com o dia anterior, e no qual nos parecemos cada vez menos com nós mesmos”, reflete.

 

Fabio Kerouac é um talentoso maranhense de 48 anos, dos quais 23 foram dedicados à poesia. Publicou também os livros ‘Versos de Amor’ (em coautoria com Jorge Batistiani e Renato Meneses) de 1996, ‘Versos Colhidos no Orvalho’ de 2003, e ‘Ein Brasilianscher Dichter in Hamburg’ /‘Um Poeta Brasileiro em Hamburgo’ de 2010.

‘O Cuidador de Velhinhos Alemães’ ainda não está sendo vendido no Brasil, mas já tem versão em Português impressa. Para solicitar um exemplar, fale diretamente com o autor através do e-mail: fabiokerouac@gmail.com